O Mais Belos dos Roteiros Criados Pela Natureza

Nós, os seres-humanos somos caracterizados por sermos reclamões. Simplesmente porque não resistimos deixar de reclamar sobre nossas vidas, sobre os problemas que nós mesmos criamos, não cansando de bradar aos quatro ventos o quão nossa vida é difícil, tortuosa, dura... Mas se parássemos para olhar ao nosso redor, mas precisamente para o Polo Sul (sim, o Polo Sul!), nos depararíamos com a dura, porém, incrível vida dos pinguins.


Os pinguins são aves existentes no Hemisfério Sul, pertencentes a família Spheniscidae. Possuem asas, mas não podem voar, são ótimos nadadores, chegando a atingir 45 km debaixo das águas. Sobrevivem em condições extremas, enfrentando terríveis tempestades de gelo, e uma temperatura de -40º C.


No ano de 2005, o biólogo e cineasta francês Luc Jacquet filmou durante um ano a vida dos pinguins. O filme em formato de documentário é um emocionante relato de imagens sobre a vida destes animais que vivem em constante luta pela preservação da espécie.


“A Marcha dos Pinguins” é um longa que retrata detalhadamente a jornada que milhares de pinguins fazem todo mês de março durante vinte dias e vinte noites. Em busca do par perfeito, são levados pelo instinto pela busca da reprodução. Estas aves viajam enfrentando bravamente as condições extremas de sobrevivência: animais ferozes, ventos congelantes, águas frias e a própria fome.


O longa também exibe a inversão de papéis, quando os pinguins machos tem a responsabilidade de cuidar dos ovos, enquanto os pinguins fêmeas são encarregados de buscar comida nas congelantes águas do oceano, dentro de um período de 48 horas.


O retorno das fêmeas dá a largada para a marcha dos pinguins machos em busca de comida, chamada de “marcha dos famintos”. A vida em tais condições, são dependentes de vários fatores, e se algo der errado, a morte é certeira.


O filme-documentário na versão brasileira é narrado por Patrícia Pillar e Antônio Fagundes. Com trilha sonora de Emilie Simon, o longa nos leva a um mundo gelado e maravilhoso, onde sobreviver é primordial para a continuação da espécie.


Depois de assisti-lo, certamente seremos seres-humanos menos reclamões, e passaremos a enxergar de um outro modo a vida dos pinguins, sua incrível viajem, e a emocionante marcha pela sobrevivência de seus filhotes e de si mesmos.

5 comentários:

El Bailaor disse...

Esse filme é maravilhoso!

Os pinguíns cativam, e mesmo dublado mantém a magia.

Mais uma dica muito boa! :)

Ah, obrigado pelo elogio no meu blog! :)

Abraços!!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Esse filme é mágico!

Sua indicação foi maravilhosa... amei!

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Juliana Oliveira disse...

Que lindo! Os pinguíns são mto fofos. Esse seu texto ficou muito lindo e me fez lembrar uma amiga minha que estuda biologia. Confesso, que não sou muito chegada a isso. Gosto do verde, mas estou longe de ser defensora de animais. Meus interesses são outros. rsrsrs
Imensos beijos, mas mesmo assim vou procurar assistir. Boa dica*

Rafael disse...

Me falaram desse filme, mas acabei não vendo ainda...
Te adicionei no msn, com esse email que você botou no profile do blogger.
Bjs

Bill Falcão disse...

Realmente, são seres fantásticos os pinguins!
E temos mesmo muita coisa a aprender com eles.
Bjoo!!!