Fuga


Há momentos em que anseio a fuga. Carregar apenas uma surrada mochila nas costas e partir, sem ter roteiro de viagem, sem ter destino de chegada. Seguir, ofegante, coração acelerado, passos descompassandos pisando firme sobre o asfalto, à procura de coisa alguma, à procura das coisas todas, do tudo e do nada.

Meus olhos arderão perante as luzes majestosas e brilhantes da cidade, minha garganta secará ao defrontar com tamanha sede de vida. Minha alma se encherá de esperança ao fitar as longíquas e misteriosas estrelas pintadas no céu, enquanto a escuridão se apossará de mim, pois só em plena ausência de luz é que conseguirei vê-las a anos-luz de distância. Eu tentarei voar para alcançá-las, saltarei pelos precipícios e gritarei enquanto estiver muda, mas nada disto me importará realmente. Caminho com sangue seco estampando minha pele quente de vida, caminho com nós entre meu ser, caminho com uma mochila surrada que certamentente jogarei no próximo beco sem saída, na próxima rua escura, no próximo poço em que irei naufragar. Carrego-me, e pensando bem, carregar-me já é suficiente, embora ser-me por ora é sentir-me incompleta. Estou levando além de mim, uma garganta pronta para se saciar, uma alma aturdida, porém cheia de esperanças.

Estou à procura do etéreo e do imperfeito. Ora essa, deixe-me ir apenas, deixe-me partir... Pois preciso fugir. Fugir... Fugir... Fugir de mim mesma.

6 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Fuga mais difícil é essa, a de nós mesmos. Quase nunca não conseguimos nos largar, essa que é a verdade.

até mais.

Jota Cê

Juliana Oliveira disse...

Nay, a cada dia me identifico mais e mais com vc. Realmente telemrkenting não tem nada a ver comigo, mas tenho esperança de que isso daqui para a frente seja uma espécie de bagagem em minha vida. Sem dúvids, vou levar muitas aprendizagens. Sobre o seu texto, as vezes me sinto assim tbm. Longe de tudo e com vontade de fugir e viver. Experimentar. SE considere uma artista por completo. Vc vai longe, mil beijoooos

El Bailaor disse...

Fugir. Colocar o pé na estrada, sem destino. Desejo fazer isso um dia...

Mas quando li seu texto, lembrei-me de um desejo que, quando toma conta de mim, é ainda maior que o desejo de fugir e ser livre: a vontade de sumir!

São raros os momentos, mas quando sou tomado pelo desejo da invisibilidade... rs!

Abraços! :)

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Existem fugas que não tem escapatória.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Rafael disse...

Por que fugir tanto de você? Você parece ser legal.
:B
Bjs

Juliana Oliveira disse...

Estou super anciosa para assistir a origem. Parece ser mto bom. Sabia que vc tbm estaria interessada rsrs
Bjão